O que vem por ai...

Compartilhe

Contra-notificação para encerramento de tratativas, com pedido para que o notificante desocupe o imóvel - objeto do contrato.

Contra-notificação para encerramento de tratativas, com pedido para que o notificante desocupe o imóvel - objeto do contrato.

CONTRATO DE NOTIFICAÇÃO

À

..xx...

..xx.. Local.

..xx.., neste ato representada por ..xx.., em atenção a Notificação recebida em data de ..xx.. de ..xx.. de ..xx.., cumpre-nos informar e requerer :

1º - O ora Notificante em suas duas laudas alega fatos que o Notificado desconhece e não pode corroborar, senão vejamos :

-Que a Empresa Notificada concordou que a Empresa Notificante utilizasse do terreno de sua propriedade localizado ..xx.., e ainda permitiu que o Notificante abrisse uma estrada em sua propriedade.

-Que a Empresa Notificante através de seu sócio, ..xx.., esteve no IAP, e retirou formulários para requerimento de licença ambiental para corte de algumas árvores e abertura de estrada na propriedade da Notificada.

-Refere-se sempre a Notificante ao terreno que " iria adquirir " .

-Relata que a Empresa Notificante participou de reuniões junto a Prefeitura ..xx.., objetivando obter parceria para abertura da pretendida estrada.

-Que quanto ao preço da venda do terreno que a Empresa Notificante " iria adquirir " , a empresa Notificada através do seu ..xx.., posicionou-se que seria o mesmo valor da aquisição, e que não queria ter ganhos adicionais apenas os custos do serviço de topografia.

-Que a empresa Notificante enviou a Empresa Notificada, ..xx.. (qualificar a mercadoria) como parte de pagamento do negócio ( compra de uma pequena parte do referido terreno de propriedade da Notificada).

-Derradeirante alega que a compra do terreno é imprescindível para a Notificante, pois : resolve o problema ..xx...

-Finalmente requer seja agendada uma Reunião para definir a compra do terreno.

2º - Inicialmente cumpre-nos salientar que nunca fora efetivado NENHUM NEGÓCIO DE VENDA PELA EMPRESA NOTIFICADA A EMPRESA NOTIFICANTE DO TERRENO ..xx.. ( qualificar o terreno).

3o - Em um segundo momento também é fato que nunca a Empresa Notificada permitiu a utilização do terreno de sua propriedade, a Empresa Notificante, e que fora surpreendida pela informação de que a Indústria ..xx.. estava desmatando, para a abertura de uma estrada em sua propriedade. O que ocorrera fora uma relação comercial de amizade tendo em vista a vizinhança entre as Empresas, e o costumeiro bom relacionamento cultivado pelos proprietários da Empresa ..xx.. que já estão há ..xx.. anos no mercado.

4o - Ocorreu então que por abuso desta amizade ou demonstrando má-fe , com locupletamento às custas da Notificada, a Empresa Notificante invadiu a propriedade alheia, e está beneficiando-se deste terreno, sem nenhuma autorização da Empresa Notificada.

5o - Fato bastante grave é que o IAP, não deu parecer FAVORÁVEL aos requerimentos efetivados pela EMPRESA NOTIFICADA, para um possível corte de ..xx.. e outras árvores de pequeno porte, e portanto a atitude irresponsável do vizinho, pretendente comprador da área, e ora Notificante, poderá trazer prejuízos de grande monta para o Proprietário do Imóvel.

6o - Quanto a infantil alegação de que fora pela Empresa Notificante fornecida madeira como parte de pagamento da venda do referido terreno, é mais uma inverdade, como faz prova o comprovante de pagamento da remessa de madeira - doc. Anexo.

7o - Oportuno ainda copiar dos ensinamentos do Mestre Arnold Wald, em " Direito de Propriedade" , quando ensina : " A transmissão da propriedade de Imóveis só será reconhecida com a Escritura Definitiva do Imóvel, ou em alguns casos com a Escritura Pública de Compra e Venda , sendo impossível a transmissão legal da propriedade ou da posse sem a inserção na escritura de compra do imóvel, devendo o proprietário do imóvel utilizar-se do remédio processual adequado e imediato para a defesa de sua posse e propriedade . Não existe venda sem recebimento, não existe propriedade sem Documentação capaz e comprobatória desta venda . "

No presente caso, nada disso aconteceu e mesmo assim, por ter feito uma proposta de compra do terreno de propriedade da Notificada, a Notificante DEU-SE O DIREITO de molestar a propriedade alheia de forma ilegal e com transparente má-fé.

8o - Portanto tem a presente CONTRA-NOTIFICAÇÃO o intuito de encerrar qualquer tratativa sobre a VENDA DO TERRENO JÁ DESCRITO, QUE DEFINITIVAMENTE NÃO SERÁ VENDIDO A EMPRESA NOTIFICANTE, e requerer de maneira administrativa que a NOTIFICANTE DESOCUPE A ÁREA QUE NÃO LHE PERTENCE EVITANDO ASSIM AS MEDIDAS JUDICIAIS TEMPESTIVAS E CABÍVEIS.

por estarem firmados

..xx.. [Local], ..xx.. [dia] de ..xx.. [mês] de ..xx.. [ano].

..xx.. ASSINATURAS

Modelos Relacionados

Modelo geral - RECIBO

Carta proposta de honorários advocatícios

Informações à receita estadual

COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA IRRETRATÁVEL

Assembléia geral ordinária de sociedade anônima

Conheça
Saiba Mais
Redes Sociais
Parceiros
Desenvolvimento
  • Control Alt Web - Soluções Web